Your browser is out-of-date.

In order to have a more interesting navigation, we suggest upgrading your browser, clicking in one of the following links.
All browsers are free and easy to install.

 
  • in vitruvius
    • in magazines
    • in journal
  • \/
  •  

research

magazines

projects ISSN 2595-4245


abstracts

português
A Casa Vila dos Mellos, projeto realizado em equipe, pensou um jogo de corpos geométricos modulares engendrados entre o pavilhão e o telhado inclinado, quase um retângulo perfeito.

english
Vila dos Mello House, a team project, designed a set of modular geometric bodies created between the pavilion and the sloping roof, almost a perfect rectangle.

español
La Casa Vila dos Mellos, un proyecto en equipo, diseñó un conjunto de cuerpos geométricos modulares creados entre el pabellón y la cubierta inclinada, casi un rectángulo perfecto.

how to quote

PORTAL VITRUVIUS. Casa Vila dos Mellos. Projetos, São Paulo, ano 20, n. 237.01, Vitruvius, set. 2020 <https://wvyw.vitruvius.com.br/revistas/read/projetos/20.237/7871>.


A casa

O arquétipo da casa é sempre representado por uma cabana feita de madeira. A lenda conta que quando o homem abandonou a gruta, seu refúgio de pedra, abandonou também a escuridão e o medo. Saiu e construiu a sua cabana de madeira, limpa e arejada. Inventou assim a arquitetura.

Concurso de Anteprojetos Vila dos Mellos, croquis, Escola da Cidade, nov. 2018. Silvio do Nascimento, Gustavo Penna, Elisabeth Forbes, Gabriel de Souza, Isabela Tolentino, Eduardo Magalhães, Rafaela Rennó, Letícia de Paula Carneiro, Laura Penna e Alexsand
Elaboração dos autores

Uma casa de madeira, portanto é uma casa feita de árvores. Evidencia sempre a sua natureza de construção como montagem, constituída por elementos preparados com precisão e montados por mãos competentes. É uma casa eterna porque é feita de peças autônomas e substituíveis. Leva consigo a sabedoria do artesanato e as leis da tradição, porque nenhuma tecnologia ou ciência soube jamais ultrapassá-las.

Concurso de Anteprojetos Vila dos Mellos, croquis, Escola da Cidade, nov. 2018. Silvio do Nascimento, Gustavo Penna, Elisabeth Forbes, Gabriel de Souza, Isabela Tolentino, Eduardo Magalhães, Rafaela Rennó, Letícia de Paula Carneiro, Laura Penna e Alexsand
Elaboração dos autores

No meio de um panorama preenchido com “ modernas etnias” e com arquiteturas de autor, torna-se cada vez mais complicado distinguir as boas arquiteturas daquelas que ficam mascaradas pelos materiais. Esta são as que, para além de qualquer problema de linguagem, mantêm sempre uma relação direta entre o material e sua técnica construtiva. São aquelas que não escondem o desgaste do tempo, mas mostram a beleza de um material eterno, porque sempre vivo e em constante transformação.

Concurso de Anteprojetos Vila dos Mellos, croquis, Escola da Cidade, nov. 2018. Silvio do Nascimento, Gustavo Penna, Elisabeth Forbes, Gabriel de Souza, Isabela Tolentino, Eduardo Magalhães, Rafaela Rennó, Letícia de Paula Carneiro, Laura Penna e Alexsand
Elaboração dos autores

Memorial descritivo

A madeira utilizada como revestimento e estrutura principal da edificação, funciona como uma proteção, abrigando da chuva e do vento. Todas essas propriedades quando levam o arquiteto a decidir-se pela utilização da madeira, tem também a intenção de manter viva a coerência entre o material e a construção, a técnica de execução e a forma arquitetônica.

O projeto dessa cabana de madeira revisitada pelo olhar contemporâneo, foi pensado desde o início pela Proporção Áurea e com essa modulação de 1,20m x 1,20m, norteou toda a concepção dos espaços.

Neste projeto tivemos que observar com especial respeito o relevo e meio ambiente por ser Área de Proteção Ambiental – APA, a decisão da localização da casa no terreno partiu da ideia de manter a continuidade entre a montanha e a arquitetura. Desde o início ficou claro que não era necessário fazer um ajuste no terreno para inserir a casa na paisagem, mas a complexidade do lugar deveria ser resolvida mediante a compreensão e interpretação do território.

O partido do projeto pensou um jogo de corpos geométricos modulares engendrados entre o pavilhão e o telhado inclinado, quase um retângulo perfeito.

Concurso de Anteprojetos Vila dos Mellos, perspectiva isométrica, Escola da Cidade, nov. 2018. Silvio do Nascimento, Gustavo Penna, Elisabeth Forbes, Gabriel de Souza, Isabela Tolentino, Eduardo Magalhães, Rafaela Rennó, Letícia de Paula Carneiro, Laura P
Elaboração dos autores

A casa insinua-se na marcada pendente do morro, num dos pontos mais altos da Serra da Mantiqueira, a 1100m de altitude. Articula-se em cada um dos espaços que tomam forma e ganham vida, de um modo ao mesmo tempo interdependente e autônomo sempre mirando o vale esplendoroso do seu entorno.

Nesse caso optamos por observar a paisagem circundante como teria feito um fotógrafo, utilizando as janelas como uma espécie de tema que funciona como ponto de partida e de guia para a organização de todos os espaços da casa. A janela transforma-se num ato voluntário que nos autoriza a recortar e levar ao interior aquela parte da paisagem que mais nos interessa.

As dependências de toda a casa foram pensadas em função das vistas; o mais interessante é poder ver ao longe. Por exemplo, na sala, a paisagem natural se põe em evidência graças às cores cálidas dos acabamentos das paredes internas, das madeiras escolhidas, em contraponto ao verde que entra por todos os lados. Mesmo que pareçam simples, os pormenores desta casa são bastante complexos. As portas em vidros deslizam paralelamente à fachada, promovendo estanqueidade para os ventos e o frio do clima de alta-montanha, compromisso de conforto térmico.

Concurso de Anteprojetos Vila dos Mellos, prancha de apresentação, Escola da Cidade, nov. 2018. Silvio do Nascimento, Gustavo Penna, Elisabeth Forbes, Gabriel de Souza, Isabela Tolentino, Eduardo Magalhães, Rafaela Rennó, Letícia de Paula Carneiro, Laura
Elaboração dos autores

A estrutura mista, concreto / madeira tem seu fechamento em painel dry-wall com pele de madeira em sua totalidade no exterior, como um invólucro.

 A atenção ao telhado, considerado como a 5ª fachada da casa, recebe telhas metálicas termo isoladas na cor cinza chumbo, com o intuito expresso de amalgamar-se à paisagem e não constituir um impacto na natureza em respeito aos moradores locais, a partir de cotas acima da casa.

A implantação no platô natural do terreno no cume do morro estabelece um diálogo natureza/ edificação onde a sombra valoriza a luz. As aberturas das fachadas laterais contam com cortinas que hora se fecham, hora se abrem, uma vez que a verdadeira natureza da janela está mais próxima daquela dos olhos, que se abrem para fora para espiar a vida exterior mas também para o interior, em direção à própria intimidade.

nota

NE – Este projeto foi originalmente apresentado no Concurso Ante projetos Vila dos Mellos, organizado pela Escola da Cidade em novembro de 2018.

ficha técnica

projeto
Casa Vila dos Mellos

arquitetura
Silvio do Nascimento, Gustavo Penna, Elisabeth Forbes, Gabriel de Souza, Isabela Tolentino, Eduardo Magalhães, Rafaela Rennó, Letícia de Paula Carneiro, Laura Penna e Alexsandro Bremenkamp

ano
2018

comments

237.01 concurso
abstracts
how to quote

languages

original: português

source

share

237

237.02 residencial

Casa TR1215

newspaper


© 2000–2020 Vitruvius
All rights reserved

The sources are always responsible for the accuracy of the information provided